alheira

Como cozer polvo congelado para ficar tenro: quanto tempo é o ideal?

Saber como cozer polvo congelado e quanto tempo o devemos deixar na panela é um dos grandes segredos para ter sucesso na cozinha. Este é um ingrediente tradicional que encontrar fresco nem sempre é o mais económico.

Existem vários mitos e várias verdades no que diz respeito ao cozimento do polvo congelado. É fundamental conhecermos a sua base para podermos, de forma consciente, escolher a melhor forma de preparar este molusco.

A verdade é que há uns truques simples que podemos ter em conta para nos certificarmos que no final temos um polvo tenro e saboroso.

Métodos de cozer polvo congelado

Vamos passar pelos 3 métodos mais usados para cozinhar o polvo e depois poderá escolher aquele que for mais prático para si.

Na panela normal

Este é o método mais comum. Já sabe as variantes que pode escolher: optar por descongelar o polvo ou usá-lo congelado. Depois decida se quer usar água ou não. Qualquer que seja a sua escolha, vai dar certo.

Impressione os seus convidados e família com os melhores eBooks de receitas deliciosas.

Se preferir sem água, basta introduzir o polvo no tacho, temperar bem ao seu gosto e colocar a cebola média inteira. Passados 45 minutos, espete um garfo e verifique se a carne está macia. Quando estiver no ponto, desligue o fogão e deixe arrefecer dentro do líquido.

Na panela de pressão

O método é exatamente igual ao anterior. As variáveis congelado ou descongelado mantêm-se. Muda o tempo.

A partir do momento que atinge a pressão, deixe aproximadamente 25 minutos, adaptando sempre o tempo ao tamanho ou à quantidade do ingrediente principal. Os temperos são a gosto, lembrando que não deve adicionar sal.

O uso da panela de pressão não é o mais consensual em termos de qualidade final. Pode utilizar este processo se vai ter um segundo processo de preparação: levar ao forno, fritar ou grelhar, por exemplo. Caso pretenda apenas usar, por exemplo, em escabeche, a nossa sugestão é que não use a panela de pressão.

No forno

A maior parte das receitas de polvo no forno sugerem sempre um cozimento prévio na panela. A ida ao forno é apenas para a finalização do prato.

Quebrando os padrões tradicionais e numa aventura gastronómica que tem dado muito que falar, sugerimos que cozinhe o polvo diretamente no forno. A sugestão, aliás, não é nossa, mas sim do Chef Henrique Sá Pessoa.

A receita é simples e deixamos aqui. Da mesma forma que as anteriores, pode escolher usar o polvo depois de descongelado ou ainda congelado. O resultado final, qualquer que seja a sua escolha, vai ser divinal.

Receita de polvo congelado cozido

Esta receita é apenas uma base para saber como cozer polvo congelado. Os temperos a usar e o tempo de cozimento vão sempre depender do tamanho do polvo que estiver a usar.

Ingredientes necessários:

  • 1 polvo
  • 1 cebola média
  • 2 folhas de louro
  • 1 cabeça de alhos esmagada
  • Azeite a gosto

Modo de preparação

  1. Retire a embalagem do congelador
  2. Coloque o polvo congelado debaixo de água a correr e vá massajando para o ajudar a descongelar.
  3. Quando conseguir manusear o polvo, ferva água numa panela e segurando o polvo pela cabeça coloque-o na água a ferver durante uns segundos. Repita o processo três vezes.
  4. Depois do processo, coloque o polvo na água e tempere-a com a cebola, o louro, e a cabeça de alho.
  5. Deixe cozer durante 25 minutos. Para polvos muito grandes acrescente mais uns 5-10 minutos ao tempo.
  6. Deixe o polvo repousar dentro da água depois de apagar o lume por entre 20 a 25 minutos.
  7. Retire o polvo e tempere com azeite e outros ingredientes a gosto.

Pode ver no vídeo abaixo este modo de preparação:

Quanto tempo demora a cozer polvo congelado?

Como viu pela receita acima, o tempo de cozedura certo para polvo congelado varia um pouco de acordo com o peso, sendo o ideal entre 20 a 25 minutos em água a ferver, mais uns 20 minutos depois de apagar o lume.

O tempo vai sempre variar de acordo com o tamanho do polvo a ser cozido: um mais pequeno vai precisar de menos tempo, enquanto um polvo maior vai demorar mais tempo a ser cozido.

A técnica ideal para verificar se está ou não pronto é passar uma faca pelo polvo, podendo assim ter a certeza se está tenro ou se ainda falta tempo.

Os melhores temperos para polvo congelado

Para uma receita de sucesso, o tipo de temperos usados é fundamental. No caso do polvo pode fazer uma grande diferença. Em primeiro lugar, convém voltar a realçar que nunca devemos acrescentar sal durante o processo de cozedura do polvo.

O principal tempero que não falta em nenhuma receita é a cebola. Esta parece ser a rainha que dá ao polvo o sabor que ele precisa. Outro ingrediente essencial é o alho. Pode ser usado quer durante o processo de cozimento, quer depois, aquando da finalização do prato. Não é obrigatório, mas faz a diferença.

O louro não pode faltar quando cozinha o polvo. Ele empresta ao molusco um sabor intenso que casa muito bem com a sua estrutura no prato. Para cozinhar o polvo, os chefs sugerem plantas aromáticas encorpadas, fortes e que persistem. Além do louro que já falamos, podemos acrescentar tomilho e alecrim,

Depois de pronto, o polvo pede ervas aromáticas mais sensíveis, dependendo da sua finalização. É nesse momento que pode acrescentar salsa picada ou uma boa dose de coentros.

A pimenta ou outro picante ficam bem, mas dependem do seu gosto pessoal. Acima de tudo, escolha os temperos que mais gosta para combinar, de acordo com as dicas que deixamos. O resultado final será sempre espetacular.

Leia também: 5 receitas com tiras de pota simples e saborosas

O polvo precisa de ser congelado para ficar perfeito?

Um dos pontos que apresenta mais consenso em relação ao polvo é este: o molusco precisa de passar por um processo de congelação antes de ser usado. Este alimento é duro, por natureza.

O processo de congelação permite que as suas fibras quebrem, tornando-o mais macio e mais agradável. Alguns especialistas dizem que é necessário ter seis meses de congelação. Este período não é tão consensual.

Uma teoria que é também apresentada, quando não é possível congelar o polvo, é que este deve ser batido com um martelo ou rolo da massa para que a quebra das fibras se dê e fique igualmente tenro.

Esta crença é mais popular e muitas pessoas apenas salientam que este processo é mais terapêutico para o cozinheiro do que benéfico para o polvo. No entanto, não tem contraindicações.

É necessário descongelar o polvo antes de cozinhar?

Eis mais um ponto que traz pontos diferentes entre os grandes chefs. Alguns sugerem que é imprescindível descongelar e outros que não.

A realidade é que pode fazer das duas formas, tudo depende do seu tempo para preparar e cozinhar a refeição em que vai servir esta proteína.

Se optar por descongelar, siga as instruções básicas de descongelação de qualquer alimento: retire do congelador 24 horas antes da preparação e coloque na prateleira mais fria do frigorífico.  

Assim vai descongelar lentamente e em segurança. Se preferir usar o polvo congelado, está tudo bem na mesma e o resultado final não sofre qualquer alteração por causa disso.

Leia também: Como cozinhar alheira congelada

Como cozer o polvo se o descongelar primeiro

Um processo seguido por muitos cozinheiros, desde avós a grandes chefs, é o de escaldar o polvo. Embora alguns o façam com o polvo ainda congelado, muitos defendem que esse processo deve ser realizado com o polvo descongelado.

A técnica consiste em colocar uma panela de água a ferver e, quando estiver em ebulição, introduzir o polvo, segurando pela cabeça e sem o largar, durante uns 5 segundos. Retirar e repetir o processo mais duas vezes.

Algumas pessoas fazem este processo por mera tradição. Outras afirmam que os repetidos choques térmicos ajudam a que a carne fique mais tenra. Um terceiro grupo justifica que este passo é essencial para que os tentáculos não fiquem todos enrolados.

Como cozer o polvo ainda congelado?

Qualquer que seja o método que usar para cozer o polvo, se optar por começar a preparação com ele congelado, só precisa de o desembalar e colocar diretamente no recipiente onde vai ser cozido.

Depois tempere a gosto, sem nunca adicionar sal e deixe cozer. O tempo médio é de cerca de 45 minutos a uma hora por cada kg de polvo. No entanto, estes tempos são relativos, dependendo do tamanho do polvo e do processo usado para cozer. O mais comum é a panela normal, mas pode optar pela panela de pressão ou pelo forno.

Veja mais receitas deliciosas no nosso livro de receitas e impressione todos os seus amigos e familiares. Clique na imagem para saber mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

back to top